segunda-feira, 7 de março de 2011

Brincando com Comida

 Quantas foram às vezes que ouvimos uma mãe (nossa ou a de outrem) dizer: “Menino, é muito feio brincar com a comida! Fique quieto e coma tudo!”?
A Chinesa Ju Duoqi nos mostra que era tudo uma GRANDE BALELA. A matéria da BBC Brasil de 27 de maio de 2009 (que segue a baixo) apresenta a artística que produz trabalhos plásticos tendo como principal suporte verduras e legumes utilizando de toda a sua delicadeza e conhecimentos técnicos artísticos para recriar importantes obras de arte do imaginário mundial.
A obra que ilustra nosso humilde  blog é intitulada de A LIBERDADE GUIANDO OS LEGUMES, versão pra lá de bem humorada do célebre quadro de Eugène Delacroix A LIBERDADE GUIANDO O POVO.
Brincando com comida, literalmente, outros artistas também criam e recriar obras que alimentam nosso legado cultural, além de mostrar que até folhas murchas de verduras e uma simples pasta de amendoim têm seu valor plástico.
Nosso exemplo nacional mais ilustre é a produção de Vik Muniz, que com grande destreza transforma tudo o que passa pela sua frente em obra de arte, inclusive gêneros alimentício. Detalhe para MONA LISA DE GELÉIA DE UVA E MONA LISA DE MANTEIGA DE AMENDOIM, criadas em1999 Será que alguém tem coragem de meter a colher?


É FEIO BRINCAR COM COMIDA? 
FICA A DICA!

ARTISTA CHINESA RECRIA OBRAS FAMOSAS COM LEGUMES
A artista chinesa Ju Duoqi gosta de brincar com comida. Tanto que ela recriou telas de artistas famosos posicionando com cuidado batatas, gengibre, couve, tofu, cebolas e pepinos.
E ela usa obras como a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, e O Beijo, de Klimt.
As fotos das obras de Ju Duoqi foram reunidas em uma coleção que ela chamou de Museu do Legume, que está exposta na Galeria de Fotografia Paris-Pequim, na capital chinesa.
A artista descobriu que legumes e verduras não tinham apenas valor nutricional, mas também artístico, há cerca de três anos.
"No verão de 2006, eu comprei alguns quilos de ervilhas e fiquei sentada lá, quietinha, por dois dias, descascando, antes de colocá-las em um arame e transformá-las em uma saia, uma blusa, um adereço para a cabeça e uma varinha mágica. Eu usei controle remoto para tirar uma foto de mim mesma vestida com eles", contou Ju Duoqi.
As diferentes formas e cores dos vegetais, com um pouco de arranjo, alimentam a imaginação da artista. Mas ela não usa apenas frutas e legumes frescos - secos, murchos, em conserva, fritos ou fervidos também são usados no trabalho.
Ela associa os legumes e verduras à vida doméstica e disse que achou "uma forma de vida para as mulheres que adoram a casa".
Ju Duoqi nasceu em 1973, em Chongqing, e estudou na Escola de Belas Artes de Sichuan.


Nenhum comentário: