sábado, 30 de abril de 2011

A boa do sábado!

É quando todo mundo vai prá rua que nós, nós porque incluo nesse time 'a sócia', aproveitamos que estamos em casa prá comer o que a gente tem vontade, nos permitindo inclusive não seguir à risca as receitas mais tradicionais.


Ao olhar prá carne descongelada na geladeira hoje, a primeira coisa que me veio à mente foi strogonoff. Em menos de uma hora o almoço estava na mesa e eu me acabei!!!


200gr de alcatra

1 caixa de creme de leite

2 colheres de sopa de catchup

1 colher de sopa de mostarda

Alho

Cebola

Azeite


Refogue a cebola e o alho no azeite*. Acrescente em seguida a carne e vá refogando em fogo baixo até que ela libere o seu sumo (traduzindo: até que junte um caldinho no fundo da panela e é esse caldinho que vai dar sabor ao creme). Acerte o sal e acrescente o creme de leite, o catchup e a mostarda.


3 minutos e eu desliguei o fogo.


O arroz a essa altura já estava pronto e aí foi só servir!


*Sim, eu sei que ao aquecer azeite ele perde todas as suas propriedades mas refogados em azeite tem indiscutivelmente outro sabor, um sabor que prá mim compensa o pecado...

terça-feira, 26 de abril de 2011

Cozinha também é truque

Eu costumo dizer que cozinheira de verdade é quem sabe fazer arroz e feijão porque não tem receita, é puro talento rsrsrs. Por isso fica aí essa dica!

http://comida.ig.com.br/comidas/oito+dicas+para+deixar+o+arroz+soltinho/n1596844782224.html

Prá acompanhar o meu arroz hoje fiz bisteca de porco! E o que a minha bisteca tem de diferente?Na hora de temperar acrescente um pouquinho de canela, garanto que muito pouco faz tooooooda a diferença!

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Não deu tempo

O feriado da Páscoa foi curto diante da quantidade de coisas que eu queria fazer em São Paulo. Uma delas era comer linguiça cuiabana nesse bar da região da Pompéia.


Na minha próxima ida à SP sou capaz de ir prá lá antes mesmo de chegar em casa!



domingo, 24 de abril de 2011

Para ganhar tempo: Bolo de iogurte no microondas.

Para quem tem um milhão de coisas para fazer e tem certeza de que um feriado prolongado só não será suficiente [esse é o meu caso] trago uma sugestão super rápida para o lanche.

Essa é para quebrar os preconceitos com bolo de microondas.

INGREDIENTES
3 ovos (claras e gemas separadas)
1 colher de sopa de manteiga
1 e 1\2 de açúcar
1 copo de iogurte natural
2 xícaras de farinha de trigo peneiradas
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1 xícara de geléia de sua preferência ou goiabada derretida.

MODO DE PREPARO
Bata as claras em neve e reserve. Em outra tigela coloque as gemas, a manteiga e o açúcar. Bata bem e acrescente o iogurte, a farinha e o fermento. Por fim, junte as claras nevadas.


Espalhe a geléia ou a goiabada derretida no fundo e nas laterais de uma forma refratária com furo no meio (de 26 cm de diâmetro), despeje a massa e leve ao forno de microondas por 8 minutos em potência alta.
Desenforme ainda quente.

Obs: Para desenformar é só virar num prato – é super fácil, a cobertura facilita.
Conheço uma versão PUDIM, mas fica para a próxima!


Confissão:  quem esquecer as claras batidas em neve sobre a mesa [e só lembrar quando o bolo está quase pronto] vai descobrir que, ao menos neste caso, elas não fazem falta - kkkk

sábado, 23 de abril de 2011

Na cozinha indiana: Chapatis e Curry de Frango

O passeio do feriado foi pela cozinha indiana.  
Para experimentar o brinquedo novo (Larousse da Cozinha do Mundo) e ir de vagar, começamos por um prato simples, mas, surpreendentemente saboroso.
E surpreendente não é força de expressão.


O CHAPATI.
Pão típico na culinária da Índia e do Paquistão, está presente, também na  culinária indo-portuguesa de GoaDamão e Diu, dado o número elevado de goeses radicados em Moçambique, é também um pão comum nas mesas nesse país africano.
Os chapatis são preparados com uma farinha de trigo integral especial, tradicional da Índia, também denominada chapati. Estes pães são normalmente consumidos no desjejum, podendo, no entanto, ser consumidos em qualquer refeição ao longo do dia, de preferência ainda quentes, embora fique muito bom no preparo de lanches frios.

Receita de CHAPATIS.
200 gramas de farinha integral fina
100 gramas de farinha de trigo branca
4 colheres de sopa de ghee, óleo ou azeite
1 pitada de sal
200 ml água morna.

Numa tigela, misture a farinha e o sal, juntando água morna aos poucos.
Sove a massa por 10 minutos ou até estar lisa e firme.
Forme uma bola com toda a massa, cubra com um pano úmido e deixe descansar por 30 minutos.
Forme 8 bolinhas e abra cada uma até obter círculos bem fininhos.
Aqueça bem uma frigideira de ferro ou outra de fundo grosso, unte com gotinhas de azeite\ óleo ou ghee e coloque aí o chapati. Espere de 1 a 2 minutos, ou até que apareça manchinhas escuras, e vire-o.
A massa vai inflar enquanto estiver na frigideira (depois volta a ficar fininha), vá pressionando as bordas com uma espátula de silicone ou uma pano de prato limpo para garantir que fique bem crocante mas não quebre,  se não inflar não tem problema, fica bom do mesmo jeito.

PARA ACOMPANHAR OS CHAPATIS, a sugestão é
CURRY DE FRANGO.

1 colher (chá) de azeite
2 dentes de alho triturados
1\2 kg de filé de frango em cubos
1 cebola média picadinha
1 pimentão picadinho
2 tabletes de caldo de legumes ou de frango dissolvidos em uma xícara de água quente
1 colher (chá) de curry
1 colher (chá) de gengibre ralado ou desidratado
1 colher (sopa) de farinha de trigo
1 pote de Iogurte Natural
1 caixinha de creme de leite
1 pitada de cravo da índia em pó
cebolinha verde picada

Em uma panela, aqueça o azeite, frite o alho e refogue o frango.
Acrescente a cebola, o pimentão e o caldo, junte o curry, o gengibre e o cravo.
Deixe ferver e acrescente a farinha dissolvida em 50 ml de água. Retire do fogo, acrescente a salsinha, o iogurte e o creme de leite, misture bem e sirva.
É BOM DEMAISSSSSSSSSSSSSSSSSSS.
FICA A DICA!




Bibliografia especializada É "Tudibom"!

Sempre achei que a maior vantagem de ter uma cozinha para chamar de minha era poder arriscar sem medo de errar. ACERTEI!
Encontrar alguém que topa de tudo e não coloca limites à minha imaginação É A MINHA MOTIVAÇÃO.
Agora, minha última descoberta é a literatura especializada na área da arte de cozinhar. Não que eu desconhecesse sua existência, mas a vida de estudante com a conta bancária limitada às prioridades acadêmicas me manteve distante dela – não que a situação tenha mudado muito, mas hoje tenho financiamento culinário – kkkkkkkkk.
Minha última aquisição [via incentivo –rsrsrsrs] foi, 2 dos 5 volumes da coleção LAROUSSE DA COZINHA DO MUNDO
 A coleção traz as receitas típicas de países dos cinco continentes, mas, o interessante é que cada livro contem informações sobre a cultura e a gastronomia de cada região, além de sugestões de cardápio, de bebidas que melhor acompanha cada prato e formas de adaptar os pratos no caso de conter em seus ingredientes algo exótico ou sazonal. 

A coleção Larousse da Cozinha do Mundo é composta dos seguintes volumes:
Ásia e Oceania
Américas
Europa Central, Leste Europeu
Mediterrâneo
Europa Ocidental e Escandinávia
Oriente Médio, África e Índico.

TENHO OS VOLUMES ÁSIA E OCEANIA E EUROPA CENTRAL E ESCANDINÁVIA.
FICA A DICA DE PRESENTE (pra mim - claro - kkk)

Nossa mais tradicional receita de Páscoa

01 ano depois, o post ganhou as fotos do passo a passo da receita!


Pela primeira vez vou dar uma receita que eu nunca fiz! Mas, antes que isso ateste falta de credibilidade da minha parte, melhor explicar. A receita em questão é uma tradição de família na qual, ainda não fui iniciada.

Apesar de conhecer o passo a passo da receita, a ocasião em que esse prato é preparado é uma das poucas em que eu não vou para a cozinha, ufa!!! Fica, ainda assim, a dica!

Peixe no leite de coco

Para prepará-lo você vai precisar de postas de cação, tainha ou corvina, leite de coco, sal, cominho, colorau, alho, cebola e coentro.

As proporções dependem da quantidade de peixe que será preparada e como no nosso caso a família é bem grande, nunca consegui quantificar!

Pegue as postas de peixe, lave bem, tempere com sal e reserve por 1 hora. Depois acrescente o cominho e o colorau.

O peixe desse ano foi tainha



A primeira etapa do preparo é a extração do leite de coco. A receita chegou na família bem antes da chegada dos hipermercados e, talvez, em nome disso não tenhamos sucumbido ao leite industrializado.



Para tanto você precisará de:







Quebre o coco e reserve a água!


Envolva o coco num pano e termine de quebrar a casca. Quanto mais você quebrar, mais fácil será retirar a polpa!


Separe a polpa da casca com a ajuda de uma faca. Descasque o coco e corte em lascas. Leve para o liquidificador com água morna suficiente para bater.


Passe depois a mistura por uma peneira, apertando com uma colher, para retirar todo o líquido.


Já na panela: Refogue alho e cebola. Acrescente o peixe, sele as postas, acrescente o leite de coco, o coentro e a cebolinha e acerte o sal. Deixe ferver por 5 a 7 minutos e desligue a panela.



No Almoço de Páscoa dos Campos, o peixe é acompanhado com arroz cozido no leite de coco e creme de feijão com leite de coco que eu passo graças à tia Iaiá que sempre tem uma panela de arroz branco estratégicamente escondidinha para as sobrinhas frescas (eu e minha irmã no caso) hahaha



Peixe do ano passado

quinta-feira, 21 de abril de 2011

'Gordinha' na área!!!

Desembarcar em São Paulo significa, dentre outras coisas, tirar a família do arroz com feijão!


Depois de matar a saudade da comida na mãe no almoço, o jantar já podia vir pronto e o cardápio foi:


O disk esfiha em questão fica na região da Pompéia e eu super recomendo: http://www.ligesfiha.com.br/

terça-feira, 19 de abril de 2011

YAKIBIFUM


Quer preparar uma refeição saudável, completa, saborosa, surpreender seu eleitorado e não levar mais que 30 minutos nem sujar mais que 2 panelas para isso?

YAKIBIFUM
Yakibifun é uma receita japonesa, uma espécie de variação do yakisoba. Utiliza um tipo de macarrão diferente, o bifum (macarrão de arroz) que já é bem popular no Brasil, pode ser encontrado na maioria das redes de supermercados e custa cerca de R$ 3,50 a embalagem com 200g.
É uma receita versátil, muito prática e bastante saudável. 
Navegando na internet você poderá encontrar dezenas de variações.

Hoje a dica é uma das maneiras mais rápidas de preparar o prato.

Essa receita pode servir até 6 pessoas.
    
Vamos lá

Ingredientes

1 pacote de 200g de Bifum [macarrão de arroz]

1 pacote de vegetais para yakissoba [do tipo: feira limpa]

½ kg de pernil (ou lombo) suíno em cubos [já compre picado]

½ kg de filé de frango em cubos [alguns açougues picam pra você]

2 dentes de alho

2 colheres de sopa de azeite

½ xícara de shoyu

glutamato monossódico (AJI-NO-MOTO®) e pimenta do reino  a gosto

1 cubo de caldo [legume, carne ou frango] dissolvido em 1 xícara de água quente

Lasquinhas de gengibre [pode ser desidratadas]


Modo de preparo

Numa panela com o azeite,  o alho e o gengibre refogue a carne de porco, quando estiver quase no ponto junte o frango.  Estando cozidos junte os legumes, o shoyu e os temperos. Deixe ferver até que os legumes estejam macios e o caldo no fundo da panela esteja grosso.
Numa outra panela, ferva 4 litros d’água e adicione o bifum, 2 minutos é o suficiente para que ele hidrate e fique no ponto de servir.
Escorra toda a água e misture-o ao refogado de legumes e carnes.
Prontinho.

Se tiver à mão, durante o preparo das carnes, acrescente uma dose de saquê.
O gengibre não é primordial, mas dá um gostinho especial.
Pode-se acrescentar carne de vaca.

FICA A DICA!