quarta-feira, 13 de abril de 2011

Vivendo com Diabetes - 3

 Gostaria de apresentar-lhes alguns termos que vocês irão ouvir falar no decorrer da vida, principalmente quando se tem contato com um diabético. 

Acredito que seja importante conhecê-los, para que numa ocasião de emergência você saiba como reagir. Claro que de uma maneira superficial, e com o vocabulário acessível.

Hipoglicemia: Quando o nível de açúcar no sangue cai. Isso ocorre quando passa-se da hora de comer( de 3 em 3 horas), ou a dosagem de insulina foi além do esperado.A pessoa passa a suar  em excesso, sente sonolência, fraqueza, o coração acelerado (palpitações), tremores, visão dupla ou turva, fome súbita, confusão mental. 

Para que haja melhora, deve-se oferecer alimentos que possua açúcar, como: refrigerante e balas. Se a pessoa estiver desacordada, coloque açúcar em seus dedos médio e indicador, abra a boca da mesma e coloque açúcar em contato com a “bochecha”, faça massagem pelo lado externo da bochecha, para que o alimento se espalhe e o organismo faça a ingestão do produto levando a glicemia ao organismo.

Hiperglicemia: Quando o nível de açúcar no sangue sobe. A pessoa sente vontade freqüente de urinar, sede e fome em excesso só aparecem quando a glicemia está acima de 180 mg/dl e por muitas horas seguidas ou dias seguidos. Do contrário é bem provável que a pessoa fique totalmente sem sintomas. A melhor maneira de evitá-la é fazer a dieta corretamente e tomar o medicamento no horário certo.

Insulina: medicamento para se controlar o nível de diabetes no corpo. Sua posologia é usualmente administrada pela via subcutânea (seringa), ou seja, pode ser aplicada nos locais como nas figuras abaixo.

Glicosímetro: Aparelho que mede o nível de glicose no sangue. Para funcionar o mesmo necessita da fita de medição e lancetas (mini agulha que fura os dedos para retirar o sangue para medição).



Foto 1: Tomando Insulina
Foto 2: Medindo a Glicose











Por: Kath Paloma L. Afonso

Nenhum comentário: