terça-feira, 31 de maio de 2011

NOTÍCIAS

Novidade!!!

O blog agora contará com uma sessão de notícias! Será o espaço onde a gente vai disponibilizar tudo o que a gente achar de interessante por aí e que tiver a ver, ou não, com comida!!!

Espero que gostem!!!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Importantíssimo

A 1.ª mostra de que você foi bem recebido numa casa é: vamos para a cozinha que eu vou passar um café! aí vem o café, um bolinho prá acompanhar, um pote com uns biscoitinhos e aí a gente embala na conversa e fica horas e horas...


Se alguém vier à minha casa por exemplo esperando que isso aconteça, tá lascado! Café não é nem de longe uma das minhas especialidades e como, sou metida e gosto de impressionar, vou servir qualquer outra bebida, menos essa!


A dica abaixo serve prá quem, assim como eu, não conhece a arte de fazer um bom café!


http://comida.ig.com.br/colunistas/giulianabastos/os+dez+pecados+capitais+do+cafe++coado/c1596989632868.html

sábado, 28 de maio de 2011

Bolinhos de Milho

INGREDIENTES
1 lata de milho verde em conserva
1 caixa de creme de leite
1 tablete de caldo de legumes
1 colher de sopa de margarina
2 xícaras de farinha de trigo (reserve as 2 xícaras mas pode ser que você não use tudo)
1 ovo
Farinha de rosca para empanar

PREPARO:

Bata no liquidificador o milho (com água e tudo), o creme de leite e o caldo de legumes.





Enquanto isso, a margarina derrete na panela. Quando ela já estiver derretida acrescente o milho batido e, aos poucos, vá acrescentando a farinha mexendo sempre.
A massa estará no ponto quando já estiver desgrudando do fundo da panela e firme em torno da colher.




Despeje a massa numa superfície lisa e depois que ela já estiver fria, faça as bolinhas, empane e frite.






Ah, a receita rende em média 30 bolinhas que podem ser congeladas.








DICA 1: Para empanar, bati o ovo e depois acrescentei um pouquinho de leite e uns raminhos de alecrim. Além de dar um toque especial não deixa aquele cheiro de fritura insuportável na cozinha!


DICA 2: Eu recheei os meus bolinhos com queijo cortado em cubinhos temperados com azeite e orégano. Da 1.ª vez fiz com mussarela e hoje, com queijo coalho. Ficou divino!!!




domingo, 22 de maio de 2011

Receita de miojo

Caraca as dicas hoje estão pipocando!!! E prá quem como eu não dá moral nenhuma para o miojo tá aí a prova que ele até pode virar comida de verdade:

http://comida.ig.com.br/miojo+chique/n1596955929581.html

A história do menu

Porque até quando a ordem do dia é estudar, o assunto é comida:

http://www.estadao.com.br/noticias/suplementos+paladar,michelangelo-desenhou-o-pai-de-todos-os-menus,4457,0.shtml

Pão, pão, queijo, queijo!!!

http://www1.folha.uol.com.br/comida/918841-aos-100-anos-catupiry-mantem-vitalidade-com-pratos-inusitados.shtml



E eu que nem sabia que a receita do catupiry tinha sido desenvolvida no Brasil!?! Ele nem é meu queijo preferido mas depois dessa descoberta e das sugestões de combinação vou até repensar a relação rsrsrs

terça-feira, 17 de maio de 2011

Comida de todo dia

Sim, na minha casa também se come arroz, feijão e carne. Comida diferente eu deixo para os finais de semana ou quando tenho visita. É quando aproveito a ocasião prá revirar os livros de receitas em busca dos pratos mais surpreendentes mas de segunda à sexta acabo ficando no trivial que tem na casa de todo mundo.



E a dica é: carne de panela! Não consigo pensar em nada mais caseiro do que isso. Quando morava em república, quando o cardápio era esse sempre tinha alguém que dizia que naquele dia estávamos comendo comida de mãe... ai que saudade!



Mas vamos à receita:




400 a 500gr de contra filé


1 cebola


3 batatas


Óleo


Alho


Cominho


Colorau


Salsa


Orégano


Pimenta do Reino



Corte a carne em cubos e tempere. A minha eu deixei marinando no tempero de um dia para o outro mas isso não é regra.




Já na panela, de pressão, refogue a cebola e acrescente a carne. Va refogando em fogo baixo até que ela libere o seu sumo. Acerte o sal, acrescente água suficiente para o cozimento, tampe a panela e marque 15 min a partir do momento que a panela pegar pressão. A essa altura a água já deve ter secado e a carne já deve estar cozida.



TRUQUE: Cozinhar requer atenção e nesse caso não é só por conta do risco da panela explodir. Você perceberá que quando a panela não tiver mais água ela fará um barulho diferente daquele que faz quando tem água, hora de abrir e ver como a carne está.



Acrescente as batatas e mais um pouco de água, apenas a quantidade necessária para cozinhá-las, bom eu particularmente não gosto de carne de panela cheia d'água, prefiro ela sequinha então coloco o mínimo de água possível. Tampe a panela. Mais 5 minutos e a carne tá pronta!


Para acompanhar: arroz, feijão e saladinha de chuchu temperada com azeite e vinagre balsâmico!

domingo, 15 de maio de 2011

Ausências

Andamos longe daqui né? Pois é, nem sempre podemos dedicar o tempo que queremos àquilo que amamos. A Evelyn foi consumida pela faculdade




escrava do nível de exigência que criou para si mesma tem sacrificado todo o resto em nome da historiografia, lamento e ao mesmo tempo sinto o maior orgulho da sócia!


Já eu, andava pouco inspirada. Cozinhar prá mim é doação e eu estava numa fase em que era eu é quem precisava receber os afagos. Página virada, hora de voltar prás panelas!


Voltaremos, em breve, com novidades!



segunda-feira, 9 de maio de 2011

Série do Fantástico- 'Diabetes- O Inimigo Silencioso'


Estudante Aline e o Dr. Drauzio Varella

Tenho acompanhado a série 'Diabetes- O Inimigo Silencioso' do Fantástico, e não é a toa que a tenho postado, acho que está numa linguagem acessível a todos os públicos e vale a pena ser assistida. Porém a que mais me chamou atenção foi a do dia 01/05, esta  relata a dificuldade que a estudante Aline passou até ser atendida no Sistema Único de Saúde - SUS, e não só isso como também o breve relato que ela faz sobre o que sente em relação a doença.  Enquanto assistia esta reportagem, em muito me identifiquei com Aline, no que diz respeito aos sintomas e comentários alheios sobre nosso estado físico, por mas que tenhamos uma autoestima relativamente  boa e consciência de nossa doença, as pessoas não perdoam e não medem o que nos falam... isso dói...
Depender do SUS - Sistema Único de Saúde, é o que dificulta o tratamento de muitas outras doenças, além do próprio descaso dos funcionários públicos. Não tive problemas em relação ao atendimento pois tenho convênio médico, não por luxo e sim por necessidade, este é um gasto que está incluso em meu orçamento mensalmente. Mas, ninguém está livre de precisar do sistema de saúde pública, e eu precisei para adquirir insulina de alto custo e aparatos para o diabetes... só eu sei o que passei...
O que me salvou ou melhor o que me deu vontade de lutar, foram os amigos que encontrei nesta caminhada, ou seja, os  profissionais de saúde que me acompanham, tê-los em minha vida não tem preço... Eles se preocupam mais com a minha saúde do que qualquer outra pessoa.
Aproveito o incejo para agradecer a todos vocês: Dra. Laura, T.E. Judite, T.E. Edilma, T.E. Nilça, T.E. Patrícia, Jil, D. Maria,Reginaldo, Valéria, Patty,Cléo... enfim toda Equipe Total Care.


domingo, 1 de maio de 2011

Prá quando o inverno chegar

Enquanto a minha Dolce Gusto não vem...


Faço capuccino à moda caseira:





1 lata de leite em pó


100 gr de café solúvel


2 xícaras de açúcar


4 colheres de sopa de chocolate em pó


2 colheres de sopa de canela em pó


2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio


Misture todos os ingredientes e mantenha em um local seco.


Na hora que der vontade de tomar um capuccino, basta aquecer a água. Para cada 200 ml de água, 2 colheres da mistura para capuccino são suficientes!


Dica:


Coloque 1 ao invés de 2 colheres de bicarbonato de sódio e acrescente à mistura 2 colheres de sopa de chantilly em pó.

Depois de dissolver a mistura em água quente, use esse mixer:




E ele vai ficar com aquela espuminha dos capuccinos de cafeteria!