domingo, 19 de junho de 2011

O feijão da minha avó

Neta de nordestinos aprendi desde cedo a apreciar jabá com macaxeira (carne seca com mandioca) no café da manhã. Com exceção de algumas comidas baianas (por que não me caem bem) amo a culinária nordestina.
Ir á casa de Vô Jorge e Vó Noêmia sempre foi para mim, uma honra, além de todo amor e carinho recebido, sabia que poderia apreciar a boa comida feita por minha avó.

Vó Noêmia cozinhando

Mais o que eu mais gostava na minha infância, eram os “bolinhos” de comida feitos por ela (meu pai achava um nojo kkk). Em uma bacia de plástico, ela colocava arroz, feijão, macaxeira, jabá e farinha, misturava tudo e com as mãos fazia vários bolinhos e colocava em nossas bocas, era uma briga só entre os netos.
A partir daí, ir á casa da vó significava: comer sem usar garfo ou colher, era com a mão mesmo.
                         Eu, me deliciando nos bolinhos (embora muitos achem isso nojento)

De todos os pratos o que passei a amar foi o feijão que ela fazia,  acabei batizando de Feijão da Família da Luz (pena que a foto do produto final não tenha saído). Segue a receita:

Ingredientes:
4 xícaras (de chá) de feijão carioca cozido
4 dentes grandes de alho amassados
1 tablete caldo de bacon
1 cenoura cortada em tiras
1 chuchu
Um pouco de coentro
3 batatas médias cortadas em três pedaços
½ Abóbora japonesa cortada em grandes pedaços
½ Gomo de lingüiça defumada cortada em finas rodelas
Alguns pedaços de carne seca

Ingredientes antes do preparo


Modo de preparo:
Em uma panela coloque dentro: lingüiça e carne seca, não coloque óleo, pois utilizaremos o da carne mesmo. Quando ambos dourarem, coloque o alho e espere que o mesmo também doure, acrescente o tablete de caldo de bacon e mexa. Logo acrescente os legumes e deixe cozinhar. Após 15 minutos abra a panela e veja se os legumes estão cozidos, o segredo está em quando eles estiverem quase moles. Encontrado o ponto dos legumes acrescente o feijão cozido e deixe cozinhar por mais 5 minutos, até engrossar o caldo .Volte a mexer. Coloque o sal a gosto. Acrescente o coentro. Apague o fogo e pode servir.

Dicas:
Dessalgue a carne seca.
Pique os legumes em pedaços grandes (isso é importante).
Quando você aumentar a quantidade de feijão e de água, lembre-se também de aumentar a quantidade de alho e de legumes.


 

Um comentário:

Marcia disse...

Meu marido comia tanto desses bolinhos de comida amassadinha quando era pequeno! Era a mãe dele que fazia, e, que por sua vez aprendeu com a mãe dela. Ela chamava de bolinho capitão. Eu, no maximo, ganhava pedacinho de carne que meu pai deixava pra mim no prato dele. De vez em quando, ele (meu marido) amassa e come e diz que vai fazer o mesmo com o nosso bebe. Acho legal manter vivo esses pequenos gestos de afeto!É,tem gente acha nojento, mas eu vejo isso como sinal de afeto!