domingo, 31 de julho de 2011

Cachorro-quente de forno!

Essa é mais uma dica de reaproveitamento de alimentos e, quem vai se livrar do lixo desta vez é o pão.




Esse prato é ótimo para servir no lanche e garanto que quem é fã de cachorro-quente vai adorar.

Ou fiz ontem [sábado] para o lanche da noite, pois vamos combinar que fazer “comida” no fim do sábado é o_Ó! A chuva e a grana curta me impediram de sair, o jeito foi improvisar.


O QUE USEI...

Para a base:
2 Pães franceses amanhecidos cortados em cubo [mentira: tínhamos um pão sovado sendo empurrado de um canto a outro pelos armários, fiz a receita para dar um fim nele. Qualquer pão salgado serve, o importante é cobrir o fundo de uma forma com ele];
2 ovos
250 ml de leite
3 colheres de sopa rasas de farinha de trigo
50ml de óleo
Temperos [usei sal, queijo ralado, noz moscada e pimenta do reino, como sempre faço].

Forre o fundo de uma forma com os pães cortadinhos em cubo. Bata [pode ser à mão mesmo] os demais ingredientes e derrame sobre o pão, compacte com um garfo. Quando for levado ao forno o pão e o líquido vão se unir formando uma única massa, uma espécie de bolo salgado.




Para o recheio:
6 salsichas fervidas e picadas em rodelas finas.
2 tomates picadinhos
Fatias de queijo [usei mussarela]

Organize as salsichas e os tomates sobre a base de pão que fizemos na etapa anterior e cubra com as fatias de queijo.



Para a cobertura:
5 batatas médias cozidas (+\- 700g)
1 colher de sopa de manteiga
250 ml de leite
Sal a gosto

Fatias de queijo [como disse, usei mussarela].
Faça um purê com as batatas, a manteiga, o leite e o sal [com essa quantidade de leite vai ficar meio molenga, é isso mesmo]. Cubra as salsichas com ele, pois de onde venho cachorro-quente tem que ter purê de batatas,  finalize com as fatias de queijo.


Leve ao forno (temperatura de, aproximadamente, 200ºC) até que o queijo da superfície comece a dourar. Cuidado para não queimar o fundo [não admitirei nunca que a minha base deu uma grudadinha no fundo - kkkk].
Cubra com batata palha e sirva!

Alecrim


O alecrim é uma erva aromática com odor agradável e forte. Muito utilizada na região do Mediterrâneo (e aqui em casa), é ingrediente indispensável em assados à base de carne, peixe, pães, massas e no cardápio do meu almoço de hoje. O post também poderia ter o título: 'Vilma preparando receitas dos coleguinhas' porque nada aí é criação minha!








O arroz é o arroz aromatizado que a Evelyn postou aqui a alguns dias atrás e a dica é ótima para aquelas ocasiões em que você quer impressionar alguém. O preparo não é diferente do arroz que a gente faz todo dia, é só colocar as raspas de laranja, o suco e o alecrim. Ele não fica doce mas fica com um toque especial de comida chique sabe?




As batatas:

Essa aqui já é uma variação da receita original na qual as batatas são preparadas no forno imersas no azeite. Dei uma de Evelyn e resolvi diminuir o tempo de preparo.


Cozinhe as batatas em água com sal. Assim que a água ferver, grude na panela. Quando conseguir enfiar o garfo (mesmo com um pouco de dificuldade) na batata, desligue o fogo. Ela não pode ficar muito mole porque senão o passo seguinte não dá certo.



Numa outra panela, aqueça o azeite e nesse caso não dá prá economizar, coloque bastante. Assim que ele estiver quente, coloque um punhadinho de alecrim e logo em seguida as batatas. Vá virando de um lado para o outro até que elas dourem por igual.




A bisteca:




Acho que já até postei essa dica aqui, um pouquinho de canela no tempero dá um toque todo especial!

Morando sozinha.com




Até mesmo eu, a pessoa mais cerimoniosa do mundo, tenho meus momentos de extrema praticidade, vide minha técnica aprimorada diariamente de fazer café!




Aos finais de semana ele até vai prá garrafa porque vou levar mais tempo prá tomar café mas de segunda à sexta...

sábado, 30 de julho de 2011

Macarronada com POLVO - do POVO!

Sou pobre, mas sou fina benhê!



Até quem gosta muuuuito de cozinhar tem seus dias de preguiça da panela. Mas não é por que vamos comer comida de escoteiro que vamos fazer assim, de qualquer jeito – kkkk.

Brincar com comida, como disse em nosso primeiro post, é permitido. Além de arrancar sorrisos ainda faz com que comamos pratos simples com muito mais prazer.



Fica a dica!

Cozinha de Brinquedo

Momento confissão, meu nome é Vilma, eu tenho 29 anos (isso até daqui a pouco) e eu... amo o Mickey Mouse razão pelas quais queria ter todos esses ítens na minha cozinha:

http://www.criadesignblog.pop.com.br/post/3077/mickey-mouse-egg-forma-para-ovos-em-formato-de-mickey









http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-158262084-utensilios-do-mickey-mouse-para-cozinha-_JM






















http://www.euroferragens.com.br/loja.phtml?f=1&ccat=192&cprod=269&sess=dc633d4dddd7cb15b33d37de1427ab38

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Lasanha de vegetais com molho de queijo branco.



Essa receita é uma daquelas que entra para a categoria “DEIXA EU VER O QUE DÁ PRA FAZER COM O QUE TEM NA GELADEIRA”.

Gente é sério! Cozinhar é alquimia [isso já até caiu em senso comum] e dá pra fazer muita coisa com alimentos do dia-a-dia usando um pouco de imaginação e adaptando pratos que a gente conhece bem.

A dica de hoje é, literalmente, fruto de um catadão na geladeira de quem não estava nem um pouco afim de enfrentar fila de supermercado na sexta-feira.

O que resolvi usar:
1\2 pacote de massa para lasanha fresca [aquela que fica na sessão de refrigerados do supermercado]
1 abobrinha fatiada no sentido do comprimento [fatias fininhas]
2 tomates fatiados em rodelas finas
1 pimentão pequeno fatiado em rodelas
200g aproximadamente de queijo branco
100ml de leite
1 lata de creme de leite
1 colher de sopa de azeite
2 dentes de alho esmagadinhos
1 colher de sopa de mostarda [molho de mostarda que colocamos no lanche]
1 colher de sopa de catchup
Sal, pimenta do reino, noz moscada, queijo ralado, orégano a gosto

O que fiz com isso tudo:
Coloquei as fatias de abobrinha em água fervente por 5 minutinhos. Enquanto isso preparei o molho: Triture ou amassa bem com o garfo o queijo branco, numa panela frite o alho no azeite e acrescente o queijo branco triturado, mexa e acrescente o leite, continue mexendo e junto o creme de leite, mexa até ficar homogêneo [pode até sobrar umas pelotinhas de queijo] e desligue. Misture o catchp, a mostarda, o sal, o queijo ralado, a pimenta do reino e a noz moscada [se gostar].



Depois montei:
Uma concha de molho, a massa da lasanha, as rodelas de tomate [vão imediatamente sobre a massa, pois, quando começar a liberar água vai cozinhar a massa], as de pimentão, as de abobrinha e mais molho, repita o processo até completar a assadeira [a que eu usei é pequena, tem 25cm por 17cm, cabe o suficiente para servir bem 4 pessoas], termine com o molho, finalize derramando sobre a superfície fios de azeite e polvilhe orégano, leve ao forno em temperatura média [180ºC – 200ºC] até que o fundo fique dourado.



Vai bem com um arrozinho.

O melhor é comer ao som de Rita Lee, quem leu o post sobre o Festival de Chocolate sabe que começa hoje e a abertura é com ela, daqui de casa da pra ouvir maravilhosamente bem.





 Gentemmmm, desculpe a qualidade das fotos, mas o “Mais Lindo” levou a máquina com ele hoje, tive que me virar com o celular – kkkk.

É assim que eu como salada

Bom vamos lá, mais um post prá reforçar o coro do 'As comidas da Vilma são cheias de frescura'. Venho hoje para apresentar meu tempero preferido para saladas: vinagre balsâmico.

Naturalmente refinado e envelhecido (por cerca de 7 a 12 anos em barris de madeira), o vinagre balsâmico oferece mais sabor aos alimentos, preserva os nutrientes das refeições e facilita a digestão. De quebra, ainda é menos calórico (informação que prá mim não tem lá grande relevância)! O que esse vinagre tem de diferente? Devido ao processo de elaboração e às características aromáticas que adquire, tem um aspecto denso, coloração escura e um acentuado sabor agridoce.

Quanto aos benefícios à saúde, à semelhança do vinho, o vinagre possui substâncias que estão associadas com uma redução no risco de desenvolvimento de doenças crônicas e cardiovasculares. Estudos revelam que o vinagre balsâmico, associado ao azeite de oliva, ajuda a reduzir a repentina inflamação e oxidação das artérias, pois preservam a elasticidade e flexibilidade das artérias independente dos níveis de colesterol. Se isso for sério, tô salva, pelo menos por hoje!!!






Minha mãe vai ficar orgulhosa do meu jantar!




Desejo, necessidade, vontade...




Ah se eu pudesse e meu $ desse...















Como gastar menos tempo na cozinha!

Lista de coisas que eu imagino que a Evelyn deva cumprir à risca!!! hahaha



1 - A panela wok (que aliás eu tô doida por uma) foi especialmente projetada para refogados à moda chinesa e também pode ser utilizada para cozinhar no vapor — dois métodos de cozimento rápidos e saudáveis que usam pouca ou nenhuma gordura.

2 - Uma grelha pode ser lisa ou com saliências. É colocada no fogo antes de se adicionarem os alimentos, diminuindo, assim, o tempo de cozimento.

3 - Panelas para cozinhar no vapor podem ser metálicas, com orifícios que permitam que o vapor alcance os alimentos, ou de bambu, em estilo chinês, com ripas intercaladas. Qualquer que seja o tipo usado, a comida é colocada no recipiente sobre água fervente, tampando-se a panela para evitar que o vapor escape.

4 - Panelas de pressão retêm mais vitaminas dos alimentos que o processo de fervura. A pressão reduz drasticamente o tempo de cozimento — uma sopa de cebola leva apenas 5 minutos para cozinhar; peixes e legumes, 4 minutos; e molhos para massas à base de carne, 10 minutos. O arroz cozinha em cerca de 6 minutos (arroz-doce em 10 minutos).

5 - O ralador de mão é perfeito para ralar noz-moscada, gengibre e queijo. O tipo mais útil é o ralador embutido numa caixa com diversos tipos de lâminas para encaixar.

6 - O moedor de legumes a manivela possui lâminas de aço e permite preparar purês.

7 - O processador de alimentos pica, fatia, corta em tiras e bate, formando cremes. Muitos têm peças que podem ser inseridas para servir de moedor de carne ou de centrífuga.

8 - O liquidificador é excelente para bater sopas e molhos. Há mixers de mão que podem ser usados para bater pequenas quantidades diretamente na panela ou em uma tigela.

9 - Batedeiras elétricas manuais batem rapidamente claras em neve ou misturas cremosas.

10 - O pilão pode ser usado para moer condimentos ou pulverizar ervas, alho e outros alimentos. O almofariz é um recipiente em forma de tigela e o pilão é um instrumento, como um taco, que é pressionado e batido contra o almofariz, a fim de moer o alimento ali contido. O pilão e o almofariz podem ser de faiança, porcelana, mármore ou madeira. (Fonte: Refeições Rápidas da série Coma Bem, Viva Melhor – Reader’s Digest

Mil e uma maneiras de comer




Se engana quem acha que a gente só come com a boca. A comida estar boa é apenas um dos fatores que levam a gente a achar que comeu bem. A gente come com os outros 4 sentidos e a prova disso é essa reportagem:





quinta-feira, 28 de julho de 2011

POR AMOR AO SORVETE!



Todo mundo que me conhece já sabe disso, sorvete é meu prazer culposo, de picolé de bar à Häagen-dazs passando por casquinha de creme do Mc Donalds com batata frita. Sorvete enquanto ingrediente também rende produtos maravilhosos (recheando o panetone fica perfeito) mas a dica de hoje é do lugar onde você pode encontrar o melhor sorvete que eu já tomei na vida!!! Eu ia colocar o melhor sorvete do mundo mas só tomei sorvete de 3 países e aí antes que os coleguinhas geógrafos venham me lembrar que o mundo não se limita à minha mente gordinha, vamos lá...



A sorveteria Cristal fica em Assis, interior de SP. Negócio de família, produção artesanal e bom atendimento fora a estratégia de marketing genial: no dia do trote 'bixo' toma sorvete de graça. Você prova o sorvete, descobre que é bom, o cara foi bacana porque te deu sorvete de graça, conclusão? Você vira cliente fiel!





Do cardápio eu destacaria o de cereja, da foto acima, e o de morango ao vinho como os sorvetes que você não vai tomar igual em qualquer outro lugar. Para o inverno eu recomendo capuccino, chocolate branco e brigadeiro e para o verão os cítricos (lembrei agora do sabor do de abacaxi ao leite... gente não é de Deus)





Frango assado super rápido.



”Adoro frango assado, mas demora muito e como tenho pouco tempo eu frito mesmo.”

A falta de tempo não é mais desculpas para preferir o frango frito em detrimento da versão assada. Os assados trazem inúmeras vantagens sobre a fritura, inclui ai o ganho no que diz respeito à saúde, a final, em assados você pode excluir ou reduzir a adição de óleos e gorduras, diminuindo em 85%, ou mais, a ingestão de gorduras saturadas, evita aquele cheiro horroroso de fritura em casa e ganha em praticidade, pois enquanto o prato principal está no forno você pode ir preparando a salada ou arrumando a mesa, coisa que com a fritura não dá por demandar muito mais atenção, além de assados causarem bem menos sujeira. No final, você ganha em saúde e em tempo.

A dica é simplérrima.

O que leva tempo nos assados é a etapa ”papel laminado.” Essa etapa é super importante, pois o abafamento faz com que o alimento cozinhe internamente, sem ela teríamos uma superfície linda e um interior cru.

MAS...
...a tecnologia está ai para nos ajudar e com a ajuda do forno de Microondas a gente tem um ganho de até 70% no tempo do preparo de frango, por exemplo. Por enquanto eu só testei com frango, conforme eu avançar nas pesquisas corro aqui contar – kkkkk.

Basta que, antes de levar ao forno tradicional [elétrico ou à gás] você passe o frango, já temperado, pelo forno de microondas por apenas 3 minutos e 30 segundos em potência alta se o corte tiver osso e 2 minutos e meio se for em filé, em recipiente próprio para este fim [as assadeiras em vidro são perfeitas pois, você pode levá-las ao microondas e transferi-las ao forno convencional].

Para este processo três dicas são importantes, a primeira é deixar o frango disposto na assadeira de forma que um pedaço não sobreponha outro, a segunda é colocar na assadeira uma colher de sopa de água para cada pedaço e a terceira é usar a tampa protetora para fornos de microondas, isso vai garantir que cozinhem por igual.

Depois, é levar ao forno pré-aquecido por cerca de 20 minutos para dourar, enquanto isso você lava a salada, arruma a mesa, se livra do avental e corre conferir o visual no espelho.

AH! O processo funciona com empanados também, aproveito para dizer que frango empanado no forno fica mega crocante, é mega rápido e com todas as vantagens de se livrar da fritura, neste caso não é preciso colocar água, a farinha do empanado vai reter em parte a saída de líquidos da carne.

FICA A DICA!




Combina bem com a salada de forno ou um arrozinho caprichado das postagens anteriores!


quarta-feira, 27 de julho de 2011

O arroz e feijão nosso de todo dia



Porque dá sim prá fazer da comida de todo dia, uma grande refeição!!!http://comida.ig.com.br/comidas/cuidados+que+fazem+a+diferenca+na+cozinha/n1597101917008.html

Estigma




Os tempos mudam mas algumas práticas persistem. Se antes carregar marmita era algo necessário hoje pode ser uma ótima alternativa se o caso for não ter dúvidas quanto à procedência ou qualidade da comida, conseguir se alimentar bem quando a sua dieta contar com restrições ou ainda dividir com os colegas de almoço aquela sua especialidade na cozinha só prá deixar todo mundo de queixo caído...

Festival do Chocolate em Ribeirão Pires


CHOCOLATE!

Este dispensa apresentação.


Desde a chegada dos espanhóis às terras americanas e o contato com os hábitos alimentares dos povos mesoamericanos este tem sido uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo [e hoje, mais ainda em suas formas sólidas].

O queridinho de 11 entre 10 mulheres, a felicidade de qualquer criança e o pão de cada dia de toda confeiteira é também matéria prima para muuuuuuita coisa bacana.


Música....
CHOCOLATE – Tim Maia
Chocolate, chocolate, chocolate
Eu só quero chocolate....Só quero chocolate
Não adianta vir com guaraná pra mim

É chocolate que eu quero beber
Não quero pó, não quero rapé
Não quero cocaína, me liguei no chocolate




Filme.... 

 Livro....  
 


 
Novela....



















E até pintura com chocolate [Vik Muniz]

 














  

Mas o objetivo hoje é apresentar este que, em sua sétima edição, já é considerado o maior evento gastronômico do estado:

O FESTIVAL DO CHOCOLATE DE RIBEIRÃO PIRES.

Vamos combinar que, festa é muuuuuito bom, chocolate é booooom de mais, os dois juntos então.... chega ser apostasia.

Confiram a programação para este ano e, para maiores informações acessem: http://7festivaldochocolate.blogspot.com/


Não deixem de comer o fundue com frutas - o carro chefe da festa.

Fica a Dica!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Cobertura de Chocolate

Prefiro crer que uma imagem vale mais do que mil palavras. A receita de hoje é daquela cobertura de bolo que fica durinha, sabe? Então, ela mesmo...







INGREDIENTES


6 colheres de sopa de açúcar


3 colheres de sopa de chocolate em pó


1 colher de sopa de achocolatado


2 colheres de sopa de margarina


2 colheres de sopa de leite


Leve ao fogo, em fogo baixo, e vá mexendo até incorporar todos os ingredientes. A consistência da cobertura você acerta com o leite. Se colocar mais ela fica mais líquida, nessa quantidade ela fica cremosa enquanto estiver quente e firme quando esfriar.


P.S.: A receita da massa está no post do Bolo Prestígio e ela vai muito bem no bolo de cenoura (na minha opinião, a combinação PERFEITA).


P.S.2: Ela também fica muito boa na pipoca. Nesse caso coloque apenas mais um pouquinho de leite prá deixá-la mais líquida!

Diga NÃO! ao desperdício.



Fiquei chocada ao saber que reaproveitando a gente pode economizar cerca de 20% do custo mensal com alimentação.

Mais chocada ainda fiquei com dados relativos ao desperdício de alimentos no nosso país, segundo Roseanne Dantas,  nutricionista e professora da Escola de Nutrição da Universidade Federal da Bahia (Ufba), vivemos no país do desperdício, no qual  70 mil toneladas de alimentos são jogadas no lixo diariamente. Ela apresenta ainda pesquisas e estudos que mostram que cerca de 30% da produção mundial de alimentos é desperdiçada devido às falhas no sistema de colheita, transporte, armazenagem e comercialização.





Já é passada a hora de revermos alguns conceitos. Jogar comida fora tem que ser entendido como crime moral. Alguns alimentos que fazem parte de nossa alimentação quotidiana e que deixam sobras não precisam, necessariamente, ser descartados no lixo. Um pouco de imaginação [e consultas ao nosso blog] podem transformá-los em pratos saborosos.

Fazemos parte da cultura do consumo, na qual o descarte significa espaço para algo novo, mais compras, mais produção, mais desperdício. Não é preciso ser politizado ou entender de geografia agrária, logística ou matemática financeira para sacar que o desperdício pesa NO SEU bolso.

Sem falar que é quase inconcebível imaginar que num país capaz de jogar no lixo 70 MIL TONELADAS de alimentos todos os dias  parte significativa de sua população ainda passa fome.

“O Brasil é um dos maiores produtores de alimentos do mundo, no qual se acumulam records de produção. Há quem diga que o país é o ‘celeiro’ do planeta, pois milhares de toneladas de grãos, carnes, frutas, hortaliças e condimentos são produzidos.  É sabido que o brasileiro pode se alimentar muito bem somente com a produção interna, o que acarreta uma ‘independência’ em alimentos” (Marçal Rogério Rizzo: Economista e Professor da UFMS. Mestre em Economia e Doutor em Geografia. Disponível na integra em artigo.com).

O que você faz de seu dinheiro e o quanto produz de lixo não é de nossa conta???? Vai pensando!!!! Volto aqui outra hora para discutir isso!




Bom, mas tudo isso é para dizer que, acabamos de criar uma nova categoria para o blog (Mais com o mesmo), na qual vamos dar dicas de reaproveitamento e de como variar o cardápio usando um mesmo ingrediente.

Muita gente ai tem vergonha de reaproveitar e se faz tem vergonha de dizer.

Helloooooooo! Vergonha temos que ter é do desperdício.

Fica a Dica!