quinta-feira, 18 de agosto de 2011

O feijão da minha mãe

Esse foi o feijão que eu comi a vida toda, com mais caldo prá gente tomar caldinho de feijão antes de jantar, com folhas de repolho ou cenoura picadinha prá gente super absorver as vitaminas ou com linguiça calabresa defumada uma vez na vida outra na morte.




De todas as coisas que a minha mãe faz, o feijão e a maionese de batata são os pratos que fazem mais sucesso e vez ou outra rola um potinho prá viagem para os membros do 'fã clube'!!!




O feijão não tem segredo nenhum, razão pela qual ela resistiu bravamente em ceder o preparo para o blog, mas confesso que mesmo tendo acompanhado o passo a passo desde sempre NUNCA consegui fazer igual...






Ela deixa sempre ele de molho de um dia para o outro e coloca na água umas gotinhas de vinagre. É por conta disso que ele fica clarinho depois de cozido. Cozinha na pressão e com umas folhinhas de louro.



O tempero não tem segredo, é a mão dela que dá o sabor de que todo mundo se lembra depois: alho e cebola refogados num pouco de óleo e depois do feijão, coloca coentro, colorau, orégano, cominho e sal. Ferveu, encorpou o caldo, tá pronto!

Nenhum comentário: