sábado, 24 de setembro de 2011

Risoto

É engraçado... depois do blog, cozinhar não é mais simplesmente reunir ingredientes, preparar o prato e comer. Há agora um interesse em buscar o que está por trás de cada prato, sua história, as características de cada um de seus ingredientes, os modos de preparo etc...


Esse é meu primeiro risoto, risoto de verdade e não arroz temperado! Pelo rigor quase acadêmico que tenho tido na cozinha ultimamente fiz direitinho a lição de casa, consultei a bibliografia disponível em casa, os almanaques culinários disponíveis na internet e deu certo!!! Estou com o risoto na ponta da língua:





As origens do prato são italianas, mais especificamente do norte do país. É tradicionalmente preparado com arroz arbóreo que apresenta grãos menores, mais encorpados e é rico em amido que, liberado durante o cozimento, se dissolve, deixando a preparação mais cremosa.



Risoto de Queijo Gouda


1 copo americano de arroz arbóreo
750 ml de agua fervendo
1/4 cebola picadinha
1 colher de sopa de manteiga
50 ml de vinho branco seco
1 cubo de caldo de galinha
100 gr de queijo gouda ralado
100 gr de mussarela ralada


Em uma panela, aqueça a água e dissolva o cubo de caldo de galinha. Mantenha aquecido.

Em outra panela refogue a manteiga com a cebola , adicione o arroz e o vinho e mexa até que o liquido seque. Adicione o caldo aos poucos, sempre mexendo.




Quando o arroz estiver al dente acrescente os queijos gouda e mussarela e desligue o fogo




Seja lá qual for a sua receita, atente para estas dicas:



*Escolha a panela certa: fundo grosso e duplo, grande o suficiente para que se possa ter uma quantidade igual de arroz por ela toda e para uma absorção de caldo uniforme.

*Use um caldo quente. Nesse passo você precisa ter um caldo que combine com os ingredientes que irão compor o seu risoto.


*Coloque o caldo devagar e em etapas. É nesta hora que podemos controlar o ponto do risoto, colocando a quantidade exata de água para deixá-lo no ponto exato e até usar dois tipos de caldo para que o sabor fique ainda mais especial.


* Mexa sempre pois assim é que o amido vai engrossando até atingir o ponto perfeito. Não há nenhum problema mexer, pois é assim que se faz na Itália, totalmente diferente mesmo do nosso jeito. Segundo Jamie http://cozinhaecultura.blogspot.com/2011/03/gente-nao-quer-so-comer.html é necessário misturar e massagear o amido cremoso do arroz, esperando que cada concha do caldo seja absorvida antes de despejar a próxima.


*Perceba os sinais de que esta no ponto. Como o arroz absorve o caldo e fica cremoso, é esperado que ele cozinhe de fora para dentro, você perceberá que sua cor vai ficando transparente nas bordas do grão de arroz e o seu núcleo branco. Assim que ele ficar totalmente transparente já está no ponto, tenro mas com uma leve consistência.


O segredo escondido no método:
Esta etapa é importante pois consiste em dar cremosidade máxima e um brilho superior à seu risoto. Assim que ele estiver quase pronto, tire a panela do fogo e adicione uma colher de manteiga mexendo bastante até que ela derreta toda. Isso dará um sabor extraordinário ao prato.


Outra dica importante é: Coma o mais rápido possível!


Prá acompanhar fiz cenoura sauté e um bife temperado apenas com alho, pimenta do reino e sal, nada que mascarasse o sabor do meu prato principal!

Nenhum comentário: