quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Comida de festa

Porque a gente não está neste mundo à passeio né? No último sábado rolou festa de formatura da minha irmã. Depois de longos 05 anos ela já se formou. Graças ao charme, elegância e competência está trabalhando naquilo que escolheu fazer e quando ficar rica e famosa esse blog deixará de ser brinquedo para virar um restaurante de verdade. Que os anjos digam amém!!!


Mas como eu não tava lá só prá festar, vamos ao trabalho:

E prá que acha que festa phina não tem salgadinho frito... As bolinhas de queijo, as coxinhas e os kibes estavam lá! Das coisas requintadas disponíveis no momento pré jantar eu destaco essa pasta de ricota que tinha castanhas trituradas e era regada por uma calda de tangerina. Tinha umas outras coisas lá mas que eu não dei conta de comer, muito menos de fotografar, era muita opção minha gente...


O salgadinho do canto superior direito da foto era: profiterolis! Pegue uma carolina, aquela que a gente recheia com doce de leite e cobre com chocolate e recheie com queijo. Fica luxo! Ah, e esse pastelzinho aí com gerlegim preto, grata surpresa, era recheado com carne seca! Tô num momento tão de volta para o aconchego rsrsrs


Faltou a foto do jantar mas ele também não tinha nada de excepcional, um arroz com tomate, carne cortada em iscas com molho madeira e duas massas, uma recheada e a outra não servidas com um molho vermelho. Tudo muito simples mas muito bem preparado, comida que a gente faz em casa!


E eis que chegamos no negócio que realmente interessa porque não é novidade prá ninguém que eu piro num doce. Tinha brownie, um creme de abacaxi com pêssego (que nem saiu na foto), que na prática era um pudim de baunilha com abacaxi e pêssego em calda picado. Esse bolinho da direita prá mim foi o melhor da noite. eles chamaram de bolo indiano, não sei bem dizer o que tinha, frutas, especiarias e etc mas era muuuuiiito bom.


Já o pavê... é, eu não tô ficando louca, tinha pavê na festa phina mas justiça seja feita, ele tava ótimo! O resto do meu eleitorado achou ele muito doce mas eu gostei.


Toda a atenção, do mundo para uma revelação bombástica:

Meu nome é Vilma, eu tenho 30 anos e pavê prá mim é com bolacha maisena! Pavê com bolacha champagne não rola! E com essa revelação eu me jogo sem paraquedas no limbo da pobreza hahahaha


Agora vamos à parte legal da festa, o álcool. Tinha uma barman prá cada um naquele lugar... povo bonito, simpático, arrumado, coisa de Deus sensual!

Eu já disse que saquê é disparado minha bebida alcóolica preferida. Junte açúcar, gelo e uma frutinha, fechou, bebo sem fazer careta!



A descoberta da vez foi, saquê com tangerina! O negócio fica DE DEUS!!!

2 comentários:

Evelyn Lauro disse...

bom mesmo!

Kryslei Cipriano disse...

Oi, Vilma!
Tomei uma vez uma caipirinha de saquê em uma festa de japoneses e eles colocavam manjericão na bebida, era bem gostoso e refrescante, mas depois parecia que eu tinha comido pizza marguerita.
Bjs