domingo, 3 de fevereiro de 2013

O pão de mel...

... que enfeitiça as pessoas!

A combinação de especiarias, doce de leite e chocolate tem mexido com a cabeça do meu eleitorado e não há uma pessoa sequer que, depois de provar este pão de mel, não se apaixone!

Eu gosto de pão de mel desde sempre e gosto de todo e qualquer tipo, desde aqueles da PANCO que não são nada lá muito macios até os da Munik http://chocolatesmunik.com.br/category/produtos/pao-de-mel/ que é extremamente molhadinho e que prá mim se resumem NO MELHOR PÃO DE MEL DO UNIVERSO. Na categoria pães de mel caseiros, o de uma antiga vizinha é o que tem um lugar cativo na minha memória.




Tá aí um doce a que eu não resisto. Posso até frustrar minhas expectativas depois da primeira mordida ou amargar o arrependimento de ter comprado um só mas nunca deixo um pão de mel prá trás. É por isso tentei, e não foram poucas as vezes, fazer pão de mel em casa.

As primeiras receitas datam de quando eu ainda era adolescente. Ou a massa ficava extremamente seca, ou carregada de especiarias. Confeitá-los também não era lá uma tarefa na qual eu lograsse muito sucesso. O fato é que depois de muitas tentativas e um sem número de ingredientes desperdiçados, eu desisti.

A busca incessante pelo pão de mel perfeito acabou ano passado, quando minha tia me indicou essa receita. Disse que tinha conseguido com uma vizinha que fazia os doces para vender e que por isso, eu deveria me comprometer a não divulgá-la amplamente - para outras pessoas ou aqui por exemplo. Assim o fiz!

Guardei a receita por meses até que marquei um jantar aqui em casa e estava sem idéias do que preparar de sobremesa. Foi quando lembrei-me do pão de mel! Como não tinha muito tempo nem chocolate para cobertura no armário, servi como bolo e coberto com ganache. Foi um sucesso!!!

Os primeiros a provar a grande criação foram a Pâmela, o Alan, a Viviani e o Márcio num jantar aqui em casa.

A rapidez e praticidade em prepará-lo me motivaram a repetir o feito mais vezes. Desde então posso dizer que o tempo que passo na cozinha resume-se praticamente a isso. Agradei aos não aficcionados por doce, furei dietas de diabéticos, fiz com que minha irmã abrisse uma exceção ao consumo de chocolate e acumulo, a cada execução da receita, uma lista de pessoas que ficaram com água na boca.



Preparo

Eu não me canso em dizer que minha vida mudará o dia em que a Ana Maria Braga descobrir meus dotes culinários... quem sabe este pão de mel não seja meu passaporte?

 A receita é mesmo muito versátil. Além de bolo vira cupcake!
O pão de mel foi o bolo da festa de aniversário de 85 anos da minha vó em agosto passado. A família é grande mas a empolgação do povo foi maior, 8 kgs de bolo não deram conta de chegar ao fim do dia!









Essa e tantas outras receitas partiram daqui direto prá casa do Anderson, que trabalha comigo. O povo por lá, pelo jeito, adora!!!

2 comentários:

Anônimo disse...

Você quer os louros da fama (ser descoberta pela Ana Maria) com uma receita que nem é sua? Assim não vale, é plágio. kkkkkkk

Eliana Roim disse...

E cadê essa receita?? Rsrsrsrs! Vc não postou?