terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Comida Rápida

Vim passar parte das minhas férias em São Paulo. Meu pai não é la aquele cozinheiro de mão cheia mas cozinha bem. Quando chego aqui ele fica no meu pé para que eu faça o jantar, pois falta apenas um ano para eu ingressar na faculdade de gastronomia e ele quer ficar me testando, para agrada-lo faço coisas rápidar e sem segredos.
Ontem fiz um bife com mostarda, queijo por cima e cebolas...
Modestia parte ficou
muito bom !
Aí vai algumas fotos do prato ;*



domingo, 12 de janeiro de 2014

Pesto & Chantilly

Que eu me lembre (até porque são muitas postagens, impossível se lembrar de todas) essa é a segunda dica de blog que posto por aqui. No pique que vamos essas dicas podem até virar uma seção!

A idéia de criar este blog não foi inspirada em blogs de culinária já disponíveis no mercado. Basta uma busca no Google usando como palavra chave um ingrediente ou um prato prá perceber que somos muitos, iguais na intenção de dividir, com quem se interessar em saber, nossas experiências na cozinha e diferentes na forma de fazê-lo.

A comida aproxima as pessoas e pessoas de todas as partes do mundo estabelecem uma relação afetiva muito intensa com aquilo que comem. Eu, Evelyn, Kath, Lucas e Monise assim como Laurence e Marie somos uma prova disso.

Conheci uma das autoras deste blog numa visita à BH e conversamos muito rapidamente. Ela me deu o cartãozinho do blog e tempos depois, com calma, eu fui dar uma fuçada. Ele é escrito por duas francesas, uma delas casada com um italiano. Culinária internacional em bom português apresentada por duas estrangeiras - que segundo o que diz o texto de apresentação - são apaixonadas pelo Brasil.


As fotos são lindas, a linguagem é simples e as receitas são de fácil execução. Gostei especialmente das 'referências culturais' a respeito dos pratos. Tão boas quanto às receitas dos grandes livros de gastronomia são aquelas que são feitas em casa, num dia de semana e que remetem a algum momento especial. 

Se todos os motivos apresentados até agora não foram suficientes prá te levar a visitar o blog, deleite-se com a foto deste bolo cremoso de chocolate que foi a receita que eu escolhi para testar aqui em casa!












Aguardem cenas dos próximos capítulos!!!

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Para cada lugar, uma comida: Minas Gerais

Se tem uma coisa que eu gosto de fazer de verdade é viajar e dentre os meus ritos obrigatórios quando chego a um lugar novo, ou quando volto à um lugar que já fui, é comer num lugar que me tenha sido indicado por alguém da cidade. É fácil encontrar dicas de 'onde comer' na internet mas não despreze a dica de alguém que vive no lugar, comigo pelo menos, nunca deu errado!

A segunda visita à BH (porque a primeira foi tão rápida que sequer me lembro do que comi) além de marcar uma etapa importante da minha vida profissional me rendeu experiências gastronômicas inesquecíveis e que eu prolonguei até o último pedacinho de queijo canastra e a última gotinha de doce de leite dispiníveis na minha geladeira.

Graças à dica de um mineiro muito gente boa cheguei ao restaurante Glouton (http://glouton.com.br/).  Salão pequenininho, de quase todos os pontos do salão você consegue ver a cozinha (que registre-se, é linda), conta com uma equipe bem jovem e o serviço é muito bom. Eu estava em busca de uma boa comida e uma boa parte do cansaço acumulado depois de longas jornadas de trabalho foi recompensado nesta noite.

Recebi além da indicação do lugar a dica do que pedir, por isso já cheguei lá sabendo o que ia comer. O Alberto nos havia recomendado o prato principal e a sobremesa e depois do relato dele, minha única expectativa é que a minha experiência correspondesse a tudo o que eu ouvi a respeito da comida. 

Começamos com a pastilla de queijo canastra com mel. Dificilmente você me ouvirá falar mal de um prato que tenha queijo como ingrediente. Não estava ruim mas não posso creditar a ele o título de melhor prato da noite. Minha expectativa estava toda depositada neste prato

 Costela de boi doze horas com molho de café e angu de canjica branca


A Julia optou pelo Dourado do mar em crosta de paçoquinha com banana da terra e pupunha 


Preparo impecável (porque dá prá diferenciar comida bem feita de comida feita de qualquer jeito na primeira garfada) e apresentação primorosa, nos dois casos!

Mas para fechar a noite em grande estilo, faltava a sobremesa:

Tarte au chocolat, flor de sal e pimenta do reino coberta por uma calda quente de caramelo.

Só dá prá avaliar a torta pelo conjunto da obra. Individualmente, a massa, a mouse de chocolate meio amargo e a cobertura de caramelo tem o sabor que já conhecemos mas juntos é que que justificam a escolha da torta. Os sabores não se harmonizam a ponto de virarem uma outra coisa mas senti-los todos juntos é uma boa experiência,  eu recomendo!!!

domingo, 5 de janeiro de 2014

Sopa de Lentilha

Todo ritual que se preze tem uma comida característica, ponto! A lentilha na ceia de ano novo representa o desejo de fartura e crescimento para o ano que se inicia e como nenhum de nós foi contemplado no sorteio da Mega Sena da Virada, o jeito foi tomar sopa de lentilha debaixo da mesa e contar com a sorte!
Michele como autora da receita nos ensinou inclusive como tomá-la, debaixo da mesa! E ninguém ousou desobedecer...



sábado, 4 de janeiro de 2014

Trailler do Jonatas



Eu gosto muito de comida e gosto mais ainda de comida que rende uma boa história! Esse hamburguer aí boicotado por uma foto mal tirada e por um flash que o editor de imagens do Windows não deu conta de apagar estava di-vi-no e tem por trás dele uma história de amor, determinação e um segredo de chef que não me foi revelado, e olha que eu tentei Brasil!!!







O grande personagem dessa história é o Jonatas, namorado da Monise que é prima da Shellida. O trailler dele fica na Praça (a praça com coreto, igreja matriz e concha acústica) em Mirassol, cidade que fica a cerca de 30km de Bady Bassitt/SP, lugar onde eu fui passar o Natal e o Ano Novo. 






E onde é que o trailler do Jonatas entra na história? É uma tradição do Natal do 'Resort do Dudu' o amigo secreto de roubar o presente na tarde do dia 25. Como rola um amigo secreto sério na noite do dia 24, nesse amigo secreto o que menos importa é o presente, o que a gente quer mesmo é a bagunça. Há quem se prepare prá brincadeira como a Michele que por anos consecutivos me presenteou com um pacote de meias e há quem decida entrar na brincadeira na hora e pegue a primeira coisa que encontrar pela frente prá dar de presente!


Shellida e Tia Gilda disputando o CD do Roberto Carlos Remixes, porque é Natal né gente, peru e Bob Charles não podem faltar na festa!

Jonatas, ou Jojo foi um dos que entrou na brincadeira na base do improviso. Presenteou seu amigo secreto com um vale que dava direito a um lanche e um crepe no seu trailler. A sortuda da vez foi a Adriana e já que ela ia até Mirassol receber seu presente, porque não irmos todos prá finalmente conhecer o trailler do Jojo? Eu não sei de quem foi a idéia mas o fato é que, no dia seguinte, estávamos todos lá, apenas prá se certificar que a Adriana não tinha sido trollada.




O Jojo começou a fazer lanches ainda criança, no trailler do pai. Passado algum tempo o pai deixou de lado o ofício e ele decidiu tocar o negócio prá ver se dava certo. Tanto deu que hoje ele e o pai são 'concorrentes' hehehe.

Ele prepara pessoalmente a carne que vira hambúrguer. É, não estamos falando de hambúrguer de carne congelada e sim de hambúrguer de carne temperada na medida certa prá deixar o lanche com um sabor único. 

E como se não bastasse o Jojo ainda vende crepes! O meu era de Nutella, apelidado pela Amanda (minha mais nova amiga) de o bacon dos doces!!! Como não amar...

Moral da História:
Recomendo o trailler do Jojo https://www.facebook.com/pages/Trailler-do-Jonathas/1478581592367219?ref=br_rs&rf=212881338778892 pelo lanche, pelo clima gostoso da praça, pelo crepe de Nutella e porque ele precisa engordar o cofrinho prá casar em julho!!!