segunda-feira, 5 de maio de 2014

Museu do Doce

A história da minha vida está intimamente ligada à comida e não é porque eu resolvi bancar a gastrochata. Meu pai trabalha, desde que eu tinha 1 ano de idade, em empresas do gênero alimentício e minha mãe vem de uma família de agricultores. Meu avô, com a ajuda dos meus tios e da minha mãe plantava tomate e goiaba e vendia toda a sua produção para uma indústria alimentícia do interior de Pernambuco.

Um dos passeios mais legais e mais emocionantes da viagem foi a visita ao Museu do Doce em Pesqueira, município mais próximo à região que a minha mãe nasceu e cidade onde a minha vó vive até hoje!

O museu está sediado no prédio de uma antiga fábrica de doce. Graças à iniciativa do filho do fundador da Fábrica Rosa que reuniu o maquinário das três fábricas da cidade foi possível reconstituir toda a linha de produção de extrato de tomate e de goiabada, dois dos principais produtos que essas fábricas produziam.

Um rico acervo fotográfico e a memória (de mais metade da cidade) contribuíram prá que a história fosse recontada com uma riqueza de detalhes incrível. 

Eu imaginei que não se trataria de uma simples visita ao museu mas não imaginei que chegaríamos tão longe. Minha tia Geni nunca tinha visitado um museu antes, empreendia um esforço enorme prá entender a natureza do meu trabalho enquanto eu contava o que eu fazia mas tudo ficou muito mais claro depois que fomos ao museu. Aquele era um museu que contava a sua história e em pouco mais de 40 anos de vida ela jamais havia vislumbrado a possibilidade de ver a sua história contada no museu.



As caixas de tomate saíam em caminhões como esses do sítio do meu avô! 



Minha mãe se sentiu em casa!!!

Nenhum comentário: