domingo, 4 de setembro de 2011

Um jantar pra lá de especial!

Uma refeição é capaz mais do que saciar a fome e nutrir o corpo, ela pode nutrir a alma, sustentar relações, engordar emoções.
Para alguns, cozinhar é perder tempo na cozinha, pra outros é oferecer a alguém um momento de prazer, para mim, cozinhar para quem gostamos é fazer com que sintam esse carinho com todos os sentidos.
Os aromas, os ruídos, a escolha da louça, da toalha, a arrumação da mesa, a recepção só fazem aumentar a expectativa com relação ao que vai ser servido.
E neste caso, o prato principal não vem depois da entrada e não acompanha a guarnição, ele vem com o convite, com a escolha do vinho, com o preparar da casa, com o abrir das portas e vai junto com o convidado após o longo e protelado abraço de despedida.

Galinhada e Tutu de Feijão


Certa vez ouvi dizer que o estado de felicidade plena não existe, que o possível é a sensação de felicidade baseada em momentos, em experiências. Não há como dizer que não experimentamos dela ao levar à boca uma delicada sobremesa que te faz arrepiar até a última vértebra, ao perceber os olhares satisfeitos com sua presença e quando cada palavra dita faz com que sintamos estar no lugar certo.

Falso sorvete de coco com calda de ameixa e lascas de amêndoas 

Oferecer experiências, estreitar relações, aflorar sentimentos, divertir-se, apaixonar e apaixonar-se. Para mim, cozinhar é isso e, poder estar com vocês foi incrível. Obrigada meninas!

Nenhum comentário: